terça-feira, 10 de julho de 2018

Comunicados Oficiais

Central de Doações da Defesa Civil recebe donativos para a Campanha do Agasalho

Durante o inverno, por causa das baixas temperaturas no Rio Grande do Sul, as pessoas costumam se mobilizar mais para doar agasalhos e alimentos. Mas o espírito solidário da Campanha do Agasalho, que em 2018 começou no dia 4 de junho, precisa continuar o ano inteiro.
Com o tema “O seu guarda-roupa esconde verdadeiros tesouros”, a campanha deste ano tem um foco especial: as roupas e os calçados infantis, que sempre são mais difíceis de conseguir, porque as pessoas costumam doá-los para parentes e amigos.
Mas os agasalhos para adultos continuam sendo muito importantes também, assim como cobertores, colchões, produtos de higiene pessoal, materiais de limpeza e alimentos não-perecíveis. E o principal: as doações podem e precisam ser feitas em todas as estações, não apenas no inverno. Sempre tem gente necessitando de ajuda, especialmente quando ocorrem fenômenos climáticos adversos, como temporais e alagamentos.
Se a mobilização for constante, a Central de Doações da Defesa Civil do Estado, que repassa os materiais para prefeituras e organizações não-governamentais, dificilmente vai ficar desabastecida. Vale lembrar que as roupas e os calçados precisam estar em boas condições e limpos, pois isso agiliza a distribuição às famílias.
As doações podem ser feitas no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), na Avenida Borges de Medeiros, 1501, em Porto Alegre. Ali funciona a Central de Doações. O telefone é (51) 3288-6781.

Durante o inverno, existem outros pontos de coleta:
- Órgãos públicos estaduais
- Quartéis da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul
- Supermercados Zaffari
- Unidades do Sesc/Senac no Estado

Hemocentro precisa de doadores de sangue ao longo de todo o ano
Ao longo de todo o ano, o Hemocentro do Rio Grande do Sul, junto com as unidades regionais, solicita doações para garantir os estoques, principalmente nos períodos festivos e em feriados. Atividades do mês de novembro, por exemplo, quando é celebrado o Dia do Doador Voluntário (25), também estimulam a boa prática que ajuda a salvar vidas.
A população pode participar da campanha de solidariedade comparecendo ao Hemocentro de Porto Alegre (Avenida Bento Gonçalves, 3722) - de segunda a sexta feira, das 8h às 18h - ou às unidades municipais do interior. No estado, apenas 2,4% da população é doadora de sangue, enquanto no Brasil o percentual é de 1,8%, conforme dados do Ministério da Saúde.
Saiba onde ajudar. (colocar link ativo: http://www.saude.rs.gov.br/onde-doar-sangue)

Requisitos
Para ser um doador, é preciso: estar em boas condições de saúde; apresentar documento oficial de identidade com foto; ter idade entre 16 e 69 anos (voluntários com menos de 18 anos devem estar acompanhados pelos pais ou responsável legal); pesar no mínimo 50 kg; não estar em jejum; ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação; não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores; e não fumar pelo menos duas horas antes.
Texto: Secom
  
Rio Grande do Sul é o quarto estado com maior expectativa de vida entre brasileiros

A esperança de vida é um dos indicadores das condições socioeconômicas e ambientais e do nível de qualidade da saúde de determinado país ou região.  Também reflete as transformações do comportamento demográfico e dos indicadores sociais, como a queda acentuada da fecundidade e da mortalidade, resultando na demanda crescente por estruturas de serviços de saúde relacionadas ao envelhecimento da população.
De acordo com o Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), a expectativa de vida para ambos os sexos, no Rio Grande do Sul, foi superior à do Brasil em 1991, 2000 e 2010.
Entre os 27 estados brasileiros, o Rio Grande do Sul era em 2010 o quarto com a maior esperança de vida ao nascer, superado pelo Distrito Federal, Santa Catarina e São Paulo. 
Segundo o IBGE, a expectativa de vida ao nascer, no RS, para ambos os sexos, passou de 72,4 em, 2000, para 77,8 em 2016. Os estudos de evolução demonstram que a transição demográfica começou mais cedo em relação à maior parte dos estados brasileiros e tornou-se mais evidente nas últimas décadas, caracterizando o rápido aumento absoluto e relativo das faixas de população adulta e idosa. 
Em relação ao sexo, as diferenças ficam ainda mais evidentes quando se constata a maior esperança de vida ao nascer das mulheres - que em 2016 atingiu 81,1 anos -, enquanto a dos homens alcançou 74,3 anos. Como resultado, o número de mulheres é superior ao número de homens, principalmente nas faixas de idade mais avançadas.
Texto: Atlas Socieconômico do Rio Grande do Sul


Portaria regula procedimentos da área de Comunicação durante o período eleitoral

O governo do Estado, por meio de sua Secretaria de Comunicação, publica no Diário Oficial desta sexta-feira (6), a portaria que regula e coordena as políticas de comunicação em cumprimento às exigências eleitorais referentes ao pleito de 2018. Conforme o documento, as áreas de notícia das páginas de internet de todos os órgãos estaduais, incluindo postagens em redes sociais e sites de programas específicos serão interrompidas. 
A suspensão também se aplica a perfis de programas, projetos ou qualquer ação desenvolvida por órgãos estaduais, bem como aos perfis de departamentos, diretorias, setores, coordenadorias regionais e a toda e qualquer subdivisão ou vinculação a órgãos estaduais.
Os websites das instituições públicas ligadas ao Executivo farão constar, a partir do dia 07 de julho,   a seguinte mensagem informando a suspensão de atualizações: "Em atendimento à legislação eleitoral, a partir do dia 7 de julho até o final do período eleitoral, estão suspensas as atualizações deste site".
A divulgação das informações de interesse público e dos serviços de todos os órgãos caberá apenas ao portal do Governo do Estado, acessado no endereço www.rs.gov.br, sendo o único que permanecerá com atualizações em sua área de notícias após análise da Diretoria de Jornalismo da SECOM. Em casos específicos, caberá à SECOM consultar a Procuradoria Geral do Estado (PGE) para garantir a legalidade da publicação.

Confira a portaria:


A SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO DO GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso das suas competências, RESOLVE:
Art. 1º - Disciplinar o uso de plataformas digitais e redes sociais pelos órgãos e entidades integrantes do Governo do Estado do Rio Grande do Sul durante o período de vedação eleitoral, em consonância com a Ordem de Serviço Nº 003/2018, de 25 junho de 2018.
Art. 2º - Ficam suspensas as atualizações das áreas de notícias de todos os sites dos órgãos estaduais, incluindo sites de programas, projetos e eventuais "hotsites";
I - Os órgãos farão constar em seus sites a seguinte mensagem informando a suspensão de atualizações: "Em atendimento à legislação eleitoral, a partir do dia 7 de julho até o final do período eleitoral, estão suspensas as atualizações deste site".
II - O Portal do Governo do Estado (www.rs.gov.br), por reunir informações de interesse público e serviços de todos os órgãos, será o único que permanecerá com atualizações em sua área de notícias.
III - Os órgãos estaduais que tiverem necessidade de publicar matérias de caráter informativo, educativo ou de orientação social deverão submeter o conteúdo à Diretoria de Jornalismo da SECOM para análise e publicação no Portal do Governo do Estado. Em caso de dúvida, a SECOM pedirá parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) para garantir a legalidade da publicação.
IV - As áreas de estrito serviço ao cidadão dos sites das secretarias poderão ser atualizadas, sempre respeitando as limitações da lei eleitoral.
Art. 3º - Nas redes sociais, fica vedada, no período eleitoral, a inclusão de posts nos perfis dos órgãos e entidades integrantes do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.
I - A suspensão também se aplica a perfis de programas, projetos ou qualquer ação desenvolvida por órgãos estaduais;
II - A suspensão se aplica igualmente a perfis de departamentos, diretorias, setores, coordenadorias regionais e a toda e qualquer subdivisão ou vinculação a órgãos estaduais;
Art. 4º - Nas redes sociais em que for possível despublicar ou retirar do ar temporariamente os perfis e páginas (como Facebook, Instragram e Youtube), todos os órgãos ou entidades vinculadas ao Governo do Estado do Rio Grande do Sul deverão fazê-lo durante o período eleitoral.
I - Nos casos enquadrados neste artigo, os órgãos deverão remover toda e qualquer marca de governo de fotos de perfis e covers.
Art. 5º - Nas redes sociais em que não for possível retirar do ar temporariamente os perfis e páginas (como o Twitter, por exemplo), os  órgãos ou entidades vinculadas ao Governo do Estado do Rio Grande do Sul deverão seguir a orientação do Art. 3º, fazendo constar a seguinte mensagem: "Em atendimento à legislação eleitoral, a partir do dia 7 de julho até o final das eleições, estão suspensas as publicações em redes sociais vinculadas ao Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Informações sobre serviços e utilidade pública podem ser obtidas no www.rs.gov.br".
Texto e edição: Secom

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Gastronomia e Museus: Vinho Massa e Polenta


O inverno gaúcho normalmente é associado aos prazeres da mesa e do vinho, uma memória afetiva que tem origem nos primórdios da colonização gaúcha, onde a produção agrícola está intimamente ligada ao sustento das famílias e ao desenvolvimento econômico de nosso estado.
Para comemorar o inverno, o Museu Julio de Castilhos se conectou com o Museu Municipal de Caxias do Sul, o Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami e o Museu do Imigrante de Bento Gonçalves,  de onde vieram históricas fotografias  destes acervos,  enfocando principalmente a produção do vinho e a vida dessas famílias pioneiras.
Da parte  de nossa instituição, pinçamos objetos que se integram a este cotidiano colonial, como um  arrolhador,  um rústico espremedor de frutas e alguns outros objetos da  intimidade destas famílias, como o ferro de passar roupas a carvão.
Esta exposição é parte de um roteiro histórico-cultural  compartilhado com as instituições museológicas de Caxias do Sul e Bento Gonçalves, que realizam as exposições
 “Gastronomia e Museus: Diálogos entre Bento e Caxias”.
O Museu Municipal de Caxias do Sul apresentará  acervos, saberes e sabores ligados ao trigo, e o Museu do Imigrante de Bento Gonçalves, ao milho. A expografia remeterá ao espaço mais afetivo da casa dos primeiros imigrantes italianos: a cozinha.
As três exposições têm por objetivo promover o diálogo histórico sobre a produção, circulação e consumo dos alimentos oriundos da farinha de trigo e de milho, característicos da cultura local nos primórdios da colonização italiana em Caxias do Sul e Bento Gonçalves e a transversalidade do vinho como elo social em Porto Alegre.







e em Caxias...





sexta-feira, 15 de junho de 2018

OFICINA DE FOTOGRAFIA NO MUSEU!

O coletivo “Pense Negativo” irá realizar uma oficina de revelação com filme 35mm em café! SIM! a bebida mais magnífica do universo pode servir como uma forma alternativa para os fotógrafos e não fotógrafos que querem relembrar ou experimentar os métodos revelação da fotografia analógica.

______________________________________________________

Local: Museu Júlio de Castilhos (Rua Duque de Caxias, 1205 - Centro Histórico, Porto Alegre)
Data: 14 e 21 de julho (abaixo descrição das atividades) das 13h às 17h
Valor: R$ 20,00 (vinte pilas) 
Informações e *inscrições: (51) 98343.1011 ou e-maifayller.santos@gmail.com

*Número máximo de inscritos serão de nove alunos (então corre e te inscreve).
______________________________________________________

A oficina ocorrerá em dois sábados de julho (14 e 21), com as seguintes atividades:

14 de julho
Teorias básicas sobre fotografia (fotometria, principais enquadramentos e revelação fotográfica)
Saída de campo pelas praças do Centro Histórico com câmeras analógicas para colocar as teorias na prática.

21 de julho
Explicação sobre a técnica de revelação com café (ingredientes, tempo de revelação e alternativas).
Revelação na prática com os filmes feitos na semana anterior.

Observações: 
As datas foram planejadas para termos tempo e experiências com as atividades propostas.
Os participantes da oficina não precisarão levar nenhum tipo de equipamento.
______________________________________________________

Sobre o “Pense Negativo”:

O coletivo visa produções fotográficas e pesquisas dentro do universo da fotografia analógica, acreditando no incentivo técnico, acadêmico e profissional que esta arte visual possui.

sexta-feira, 8 de junho de 2018

A SERRA CHEGA NO MUSEU

O INVERNO CHEGA COM SABOR DE ITALIA NO MUSEU JULIO DE CASTILHOS



Noite Italiana com show de Fabiano La Falce acompanhado de Chico Bueno apresentam clássicos como Il Mondo, O Sole Mio, Volare, e é claro, Champagne, tendo o repertório interessantes comentários do professor Fiore Marrone. O show contará, ainda, com números especiais, como interpretações em dialeto e uma releitura de Trem das Onze em italiano: Figlio Unico.
A apresentação integra as atividades de abertura da nova exposição temporária do museu, GASTRONOMIA E MUSEUS: VINHO, MASSA E POLENTA que integra um roteiro turístico cultural com a colaboração de imagens do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami de Caxias do Sul e do Museu do Imigrante de Bento Gonçalves. A temática principal será o vinho e o serviço de bistrô Café com História apresentará vinícolas da serra e produtos da culinária italiana da Casa Itália, que o público poderá comprar para consumo no local, com acesso das 18h até 22h. Não haverá janta.
Ampliando experiências o público será convidado a conhecer o roteiro histórico-cultural de Caxias do Sul e Bento Gonçalves, que se conectam a exposição, apresentando “Gastronomia e Museus: Diálogos entre Bento e Caxias”. O Museu Municipal de Caxias do Sul apresentará acervos, saberes e sabores ligados ao trigo, e o Museu do Imigrante de Bento Gonçalves, ao milho. A expografia remeterá ao espaço mais afetivo da casa dos primeiros imigrantes italianos: a cozinha.


As três exposições têm por objetivo promover o diálogo histórico sobre a produção, circulação e consumo dos alimentos oriundos da farinha de trigo e milho, característicos da cultura local nos primórdios da colonização italiana em Caxias do Sul e Bento Gonçalves e a transversalidade do vinho como elo social em Porto Alegre.
SERVIÇO
Evento: Noite Italiana com Fabiano La Falce e Abertura da Exposição “Gastronomia e Museus: Vinho, Massa e Polenta”.
Local: Museu Julio de Castilhos (Rua Duque de Caxias, 1205).
Data: 30 de junho, das 18h às 22h
Ingressos: Serão oferecidos 100 ingressos para o evento temático. Antecipados poderão ser adquiridos pelo e-mail museujuliodecastilhos@gmail.com. (O ingresso não inclui comes & bebes, mas estarão disponíveis para aquisição)
A bilheteria, articulada pela Associação de Amigos do Museu, funcionará a partir das 18h ao valor de R$ 30,00 (caso haja ingressos disponíveis até 30 de junho).

segunda-feira, 21 de maio de 2018

FADO E AS NOVIDADES

 Neste próximo sábado, dia 26 de maio, às 19 horas, teremos mais uma edição do projeto FADO no MUSEU, lindo espetáculo apresentado pelo grupo Alma Lusitana. A bilheteria abrirá às 18 horas e o público poderá circular no museu ou mesmo aproveitar as delícias do Café com História que sempre tem alguma gastronomia temática conforme a ocasião.
Querendo garantir um ingresso antecipado, é possível comprar direto com a produção do evento no telefone 35571154. Os ingressos ao evento custam R$ 30,00.

NOSSA NOITE DOS MUSEU FOI O MÁXIMO! Apesar da chuva, reformulamos um aconchegante ambiente e a tivemos mais de 1800 pessoas em circulação em nosso museu. O evento nos destinou grupos de jazz de qualidade excepcionais que lotavam nosso salão.

 Além disso, no espaço entre uma banda e outra, contamos com as pequenas falas do jornalista e curador da mostra O SACI, apresentando  curiosidades sobre a exposição do museu e encantando o público presente com suas histórias de um dos maiores ícones da mitologia brasileira e da cultura de resistência.





 ...mas ainda falando de nosso baile, chegaram mais fotos...



Para quem veio ao Baile no Museu ou mesmo pra quem não veio, chegaram as lindas fotos feitas na cobertura do site euamo.org, é só clicar no link e se divertir com estas lindas fotos glamourosas


sexta-feira, 11 de maio de 2018

Vai ter Saci na Noite dos Museus

Resultado de imagem para noite dos museus 2018


DURANTE A NOITE DOS MUSEUS e pontuando os 130 Anos da Lei Áurea, o Museu Julio de Castilhos exibe a exposição O Saci, um panorama sobre um dos mais conhecidos personagens da mitologia brasileira, símbolo de resistência e liberdade. 


São 11 cartazes que mostram a relevância do saci, desde antes mesmo do Inquérito organizado por Monteiro Lobato em 1917 até os dias de hoje. Por que o saci permanece tão atual e presente no Brasil inteiro? É uma das questões que buscamos responder.

A exposição tem curadoria do jornalista e pesquisador Andriolli Costa, doutorando em Comunicação e Informação pela UFRGS e editor do site O Colecionador de Sacis, referência no trabalho de divulgação folclórica. 

Durante a Noite do Museu, no dia 19 de maio, a partir das 19h, haverá uma mediação oficial especial de lançamento da exposição, com presença do curador, discutindo a importância do saci no contemporâneo. 

E TEM AINDA



A exposição dos Textos Abolicionistas redigidos por Julio de Castilhos para o jornal A Federação, organizado  por Cinara da Silva Vargas, formanda em História pela PUCRS, responsável pelo texto de apresentação, seleção de recortes e artigos de acervo.

Obviamente é uma exposição com bastante texto, mas que vale a pena se dispor a mais que um olhar pois eles são muito interessantes ao mostrar o pensamento de uma época e a forma antiga de escrever.