segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Dia Nacional da Cultura no Museu Julio de Castilhos

No último dia 05 de novembro, comemorou-se no país, o Dia Nacional da Cultura, e no Museu Julio de Castilhos, instituição museal mais antiga do RS, não foi diferente. O objetivo da data foi propor uma apropriação dos artistas das mais diversas linguagens culturais junto ao museu, relacionando sua produção, seu saber e seu fazer com o espaço multicultural que o museu se propõe a ser.
Neste dia tivemos show de mágica, roda de memória, música, leitura dramática, reabertura da biblioteca e da exposição "Guarani, Kaingáng e Xokleng - Memórias e Atualidades ao Sul da Mata Atlântica" vinda da Universidade Federal de Santa Catarina do seu Museu Universitário Oswaldo Rodrigues Cabral.
Assim o museu ousou em propor uma atividade densa, para demarcar como instituição vinculada a Secretaria de Estado da Cultura do RS, esta data e o seu espaço cultural, disputando visibilidade com os gigantes eventos ocorridos em Porto Alegre, como a Feira do Livro e a 8° Bienal do Mercosul, e neste esforço, que contou com a parceria de artistas e grupos culturais, e assim, obteve-se êxito.
Um êxito que enfrentou com criatividade seus limites orçamentários, a divulgação em massa, e sua infraestrutura, ressaltando o caráter colaborativo de todos os trabalhadores em cultura deste museu, que se doaram e entenderam que este esforço reforça o papel público de bem atender a comunidade, e pra além de mostrar aos artistas que o museu pode ser espaço acolhedor de suas manifestações. Charlot (2006. p.9) apresenta este processo na corelação da formação de pensamento as formação de uma ação multicultural “[...] um campo de saber... em que se cruzam, se interpelam e, por vezes, se fecundam, de um lado, conhecimentos, conceitos e métodos originários de campo disciplinares multiplos e, de outro lado, saberes, práticas, fins éticos e políticos . O que define... essa mestiçagem, essa circulação”. Desta forma, foi possível realizar este evento, marcando a cultura, enquanto conceito, enquanto prática, e enquanto espaço cultural que se coloca aberto para a difusão do processo de criação, fomento e prática artística.


 Joel Santana
Diretor do Museu Julio de Castilhos 

Referências Bibliográficas

CHARLOT, B. A Pesquisa Educacional Entre Conhecimentos, Políticas e Práticas: Especificidades e Desafios de uma Área do Saber. Revista Brasileira de Educação, V.11, 2006.