quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Carta aos Diretores

Assunto: GT de Memória e Patrimônio das Instituições Culturais

             Prezados Colegas

Primeiramente quero agradecer, a confiança em meu nome e na minha escolha como Coordenador deste grupo de trabalho, sinto-me honrado em poder ajudar num processo de organização interna de nossos equipamentos culturais, e tendo em vista, que esta tarefa é de suma importância, assim constituímos este GT.
De lá para cá, muitas reuniões foram realizadas, em diversos espaços, e muitos debates acerca de quais seriam as atribuições, e nossa missão frente as instituições culturais, quais os principais desafios que nos cercam, e principalmente que processos deveríamos encaminhar.
Pois bem, assumimos este desafios, perante a um monte de incertezas, e definimos uma pauta bastante extensa, que requer atenção e cuidado para seguirmos construindo caminhos possíveis de transversalidade entre as nossas instituições culturais. Antes quero ressaltar o ingresso de participação do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul, que está lotado na Secretaria de Administração e Recursos Humanos, ao qual muito nos orgulha, está instituição irmã.
Dentre a pauta, estão a criação de uma identidade própria para o grupo, para que não se ocorra enganos com os colegiados Setorial de Memória e Patrimônio e com o próprio IPHAE - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado, a criação de uma estratégia de divulgação conjunta (folders, exposição, site e outros) que possibilite um intercâmbio entre as instituições e um roteiro de circulação de pessoas que visitem os espaços, uma qualificação acerca do tema de memória e patrimônio para os servidores das instituições a partir da elaboração de cursos e capacitações, um mapeamento de todas as instituições culturais vinculadas ao governo do estado, com fim de possibilitar fortalecer o grupo e auxiliar outras instituições como os museus lotados em outras secretarias e outros instituições afins, e a criação de um prêmio de reconhecimento cultural a salvaguarda da memória e do patrimônio histórico.
Todavia, foram me delegadas outras tarefas de igual importância, como a representação dos museus do estado no Colegiado Setorial de Museus e a Coordenação do Comitê Gaúcho do Escudo Azul da UNESCO, tarefas estas importantíssimas para o fortalecimento do debate da memória e do patrimônio, e tendo em vista que já atuo na direção do Museu Julio de Castilhos e também como membro da Rede de Educadores em Museus, não acho pertinente monopolizar este debate e a coordenação de todas estas ações em minha pessoa, por isso, peço meu desligamento da coordenação deste GT, com fins de que outra liderança possa assumir este importante espaço, e trabalhar com mais dedicação a construção já iniciada e que ainda há fortes passos a serem dados, oportunizando assim o protagonismo de outras lideranças de nossa secretaria.
Assim, me despeço, agradecendo o carinho, a dedicação, a atenção a minha escolha, e estarei em outras frentes possibilitando debates e construindo também outras alternativas para o setor. Mas seguirei acompanhando, e participando tanto a mim, quanto a instituição Museu Julio de Castilhos, frente a esta construção.
Grato pela atenção.

Joel Santana
Diretor do Museu Julio de Castilhos
Coordenador do Comitê Gaúcho do Escudo Azul - UNESCO