quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Acesso do escravo à justiça no tempo do Império




Será realizado, de 29 a 30 de setembro de 2014, o Seminário Desvendando o Rio Grande, edição 2014, no auditório do Palácio da Justiça, em Porto Alegre.

Estarão presentes pesquisadores renomados da área de História. Da programação, consta a presença dos Doutores em  História Paulo Roberto Staudt Moreira, Olgário Paulo Vogt, Roberto Radünz, Mário Maestri e Keila Grinberg. Também participam os Mestres em História Jônatas Marques Caratti, Raul Cardoso, Melina Kleinert Perussatto, e a Mestranda Pâmela Cervelin Grassi.
O Seminário vai coroar as atividades do Memorial no estudo sobre as circunstâncias do relacionamento do escravo com a Justiça também apresentadas na exposição A Justiça no Cotidiano do Escravo, que também é o tema geral do evento.
A exposição divulga os resultados de pesquisa desenvolvida por integrantes da equipe do Memorial a partir de uma reflexão em três eixos temáticos que relacionam diretamente o escravo ao Poder Judiciário do Rio Grande do Sul – a ambiguidade no tratamento do escravo negro enquanto sujeito e objeto; o acesso do escravo ao Judiciário, em que autos de processo evidenciam demandas de escravos com base na legislação civil e criminal; e os caminhos percorridos pelo escravo para obter a liberdade.
As inscrições são gratuitas e darão direito a certificado de participação correspondente à onze horas de atividades.

O Palácio da Justiça fica na Praça Marechal Deodoro, 55, Centro Histórico de porto Alegre.

Inscrições e mais informações:  http://desvendandooriogrande.wordpress.com