quarta-feira, 15 de maio de 2013

Os Senhores da Guerra

Nos dias 13, 14 e 15 de maio o Museu Julio de Castilhos serviu de cenário para OS SENHORES DA GUERRA, uma grandiosa produção cinematográfica dividida em dois longas-metragens: Parte I “Passo das Carretas” e  Parte II “Passo da Cruz”, dirigida por Tabajara Ruas.
O Museu Julio de Castilhos
Baseado no livro de José Antonio Severo, narra a história verídica dos irmãos Carlos e Júlio Bozano, jovens da elite gaúcha no início do século XX. 
Unidos por profunda amizade, acabam se enfrentando em lados opostos na guerra civil de 1924, no Rio Grande do Sul. Júlio, 24 anos, é prefeito de Santa Maria, e recebe a missão de impedir o avanço das tropas revolucionárias do general Zeca Netto. Carlos Bozano, 21 anos, é o secretário particular do líder rebelde. 

A bela Maria Clara e a aristocrática Cecília, os amores dos guerreiros, carregam sonhos e esperanças em meio ao turbilhão. O destino coloca o líder comunista Luiz Carlos Prestes entre os dois irmãos. No surpreendente desfecho da batalha no Passo da Cruz eles provam que a fraternidade é a mais forte das bandeiras.

Com direção de Tabajara Ruas, que assina o roteiro com José Antônio Severo, produção executiva de Ligia Walper, direção musical de Pirisca Grecco, fotografia de Ivo Czamanski e Pablo Escajedo, OS SENHORES DA GUERRA tem a premiada equipe de NETTO PERDE SUA ALMA, NETTO E O DOMADOR DE CAVALOS e BRIZOLA TEMPOS DE LUTA na realização.

Rafael Cardoso (Julio Bozano) e Elisa Brites (Maria Clara)
Elisa Brites (Maria Clara) e André Arteche (Carlos Bozano)
Fotografias de Bárbara Lauxen