sexta-feira, 11 de maio de 2012

Releituras da História do Rio Grande do Sul


Lançamento do livro
Releituras da História do Rio Grande do Sul
Data: 24 de maio
Horário: 19h30min
Local: Auditório do Museu Júlio de Castilhos
Autógrafo: professores
Claudio Knierim e Sandra Careli

Recital: Pianista e compositora Bethy Krieger
Promoção: FIGTF e Fapa
Apoio: Sedac, Museu Julio de Castilhos, AATF e MTG



Releituras da História do Rio Grande do Sul

aaaaaaaaaaaaaLivro editado pela FIGTF e Fapa apresenta uma nova abordagem da história do Estado e reconhece a multiplicidade dos caminhos que constituem a formação da sociedade gaúcha.
aaaaaaaaaaaaaA Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF) e a Faculdade Porto-Alegrense (Fapa) promovem  o lançamento do  livro “Releituras da História do Rio Grande do Sul”, no dia 24 de maio, às 19h30min, no auditório do Museu Júlio de Castilhos, em Porto Alegre. A publicação é resultado da parceria entre as duas instituições que estão comprometidas com o resgate da riqueza histórica regional e com a reflexão em torno dos processos econômicos, políticos, sociais e culturais vividos neste Estado.
aaaaaaaaaaaaaO lançamento contará com a presença dos organizadores da obra, os professores de História, Claudio Knierim (diretor técnico da FIGTF) e de Sandra Careli (Fapa) e de um recital da pianista e compositora Bethy Krieger.
aaaaaaaaaaaaa“Releituras da História do Rio Grande do Sul” será, posteriormente, distribuído eletronicamente para os alunos e professores de História da Fapa; professores de  História da Rede Pública do Estado, através da Secretaria de Educação (Seduc); Associação dos Professores Universitários de História durante o Encontro Estadual da categoria que acontece em julho, em Rio Grande. O livro também estará disponível para consulta na Biblioteca Glaucus Saraiva, na sede da fundação. Em breve também estará à disposição no site da instituição www.igtf.rs.gov.br.
aaaaaaaaaaaaaO projeto conta com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), Museu Júlio de Castilhos, Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Associação de Amigos do IGTF (AATF) e historiadores convidados.
aaaaaaaaaaaaa“Esperamos que os textos socializados nos formatos impresso e eletrônico colaborem para dar visibilidade a esses importantes eventos e atores do processo social e histórico de construção da História do Rio Grande do Sul”, avalia Knierim. O professor espera que o livro contemple a diversidade e que, cotidianamente, se atualize frente às novas problemáticas socialmente demandadas.
aaaaaaaaaaaaaSandra Careli explica que foi priorizada a abordagem de temas clássicos da história regional. “Com base nos trabalhos de pesquisa atuais, os quais ensejam novos conceitos e categorias – formulando e incorporando, entre outras, uma abordagem étnica a esse tipo de temática, os artigos trazem perspectivas inovadoras”.